| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

JORNAL DA TV
Desde: 01/04/2001      Publicadas: 38      Atualização: 25/04/2001

Capa |  ARTES & ESPETÁCULOS  |  ASTROS & ESTRELAS  |  AUDIÊNCIA  |  CONTROLE REMOTO  |  CRÍTICA  |  ENTREVISTAS  |  EXPEDIENTE  |  FOFOCAS  |  NOTICIÁRIO  |  NOVELAS  |  PÁGINA DO LEITOR  |  PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA  |  PROGRAMACÃO DA TV  |  TELENOTÍCIAS


 ENTREVISTAS
  04/04/2001
  0 comentário(s)


MARÍLIA GABRIELA CAI NA PRÓPRIA ARMADILHA
A apresentadora é nossa entrevistada. Confira!
MARÍLIA GABRIELA CAI NA PRÓPRIA ARMADILHAPERFIL Devo ser sincera e sem falsa modéstia. Na estréia do site, pulei fora e convidei um amigo e antigo companheiro de trabalho para escrever a chamada "Bio". Gabi por Gabi é assim, coisas de uma autêntica geminiana. Ninho Moraes sempre "promete" escrever a minha "biografia não autorizada". Pois antes que ele ousasse contar "minhas verdades", o constrangi com o convite. Também fui buscar o simpático cordel de Téo Macedo para ajudar. Prometo: um dia escrevo a minha biografia. A QUEM INTERESSAR POSSA.... Marília Gabriela Baston de Toledo, a Gabi, nasceu em Campinas, São Paulo, no dia 31 de maio de 1.948, filha de Alonso e Clélia, irmã do meio entre Marisa e Alonso. Marília era o nome da parteira que salvou sua vida. Gabriela foi homenagem à avó italiana. Hoje, curiosamente, virou nome comum pelo Brasil afora, testemunha de várias 'Marílias Gabrielas' que saíram da adolescência e, estimuladas pelas mães, sonham em estudar jornalismo. A própria Marília estudou e se formou Professora Primária. Isso mesmo, foi normalista como a maioria das meninas dos anos 50. Você pode imaginar a Gabi numa sala de aula? Além disso, já migrada para São Paulo, entrou nas faculdades de cinema e comunicação publicitária - que acabou não fazendo porque começou a trabalhar. Na orelha do livro "Cara a Cara com Marília Gabriela", escrevi: "Na infância, falava a verdade. Na adolescência, vivia em busca da verdade. Na maturidade, descobriu que a verdade não existe. Por isso não tem vergonha de perguntar tudo para todo mundo". A Internet não tem orelha, mas tem links e ícones para as várias personalidades da Gabi. Não, ela não tem dupla face. Apenas é de Gêmeos, uma verdadeira geminiana da gema... Se não estivesse na televisão, Marília Gabriela não saberia o que fazer da vida. Ela mesmo reconhece e foi o que disse em 1969 para o diretor de jornalismo da Globo de São Paulo, Paulo Mário Mansur, ao procurar emprego: "É a única coisa que vou saber fazer na minha vida". Tinha acabado de assistir ao recém-estreado Jornal Nacional. Logo no primeiro dia, um repórter faltou e a estagiária Gabi fez sua primeira reportagem. E como a primeira vez a gente nunca esquece, vou listar algumas primeiras vezes da Gabi. A mais antiga delas - e também uma das mais engraçadas , segundo ela - foi o telejornal "Ultra Notícias" ao lado de Roberto Corte Real e Tico-Tico (José Carlos Moraes). ANOS 70 - Cobertura de Desfile de Carnaval ainda na Avenida Rio Branco. - Apresentadora do telejornal Hoje de São Paulo (Nelson Motta, Márcia Mendes e Scarlet Moon ancoravam do Rio de Janeiro). - Enviada especial do Jornal Internacional para a Argentina onde cobriu a volta de Perón, sua morte e a ascensão de Isabelita. - Estréia do Fantástico em 1972 (reportagem sobre o aniversário de Carmen Miranda, comemorado com missa em Brasília ). - Repórter especial do Fantástico com viagens por todo Brasil. - Mestre de Cerimônia do Festival Abertura ao lado de Miéle, José Wilker e Márcia Mendes (vitória do azarão estreante Djavan). ANOS 80 - Âncora do TV Mulher (com participação de Ney Gonçalves Dias, Marta Suplicy e Henfil, entre outros). - Gravação de 2 discos como cantora pela Som Livre. - Especial Marília Mulher Gabriela com convidados: Milton Nascimento, Gonzaguinha, Erasmo Carlos, Bororó e outros. - Apresentadora do programa mensal Aplauso, dirigido por Augusto César Vanucci, ao lado de Christiane Torloni, Zezé Motta e Tônia Carrero. - Correspondente da TV Globo na Europa por 6 meses. - 1985 - Programa semanal Marília Gabi Gabriela na TV Bandeirantes. - Mediadora de Debates desde o período de abertura política até as eleições presidenciais de 1.989. - Âncora do Jornal Bandeirantes. ANOS 90 - Entrevistadora de políticos e personalidades nacionais e internacionais (Yasser Arafat, Shimon Peres, Fidel Castro, jovens presidentes latino-americanos, Luciano Pavarotti, Gore Vidal, Elton John, entre outros ) para o programa semanal Cara a Cara. - Coluna semanal no Jornal da Tarde. - Livro "Cara a Cara com Marília Gabriela" pela editora Siciliano (entrevistas com políticos). - 1994 - Programa de auditório na CNT. - Apresentadora de programa matinal com pesquisa musical na Radio Eldorado / SP. - 1.995 / 1996 - Programa 'Aquela Mulher' / GNT-Globosat. - Desde 1.997 - Programa 'Marília Gabriela Entrevista' / GNT-GLOBOSAT. - De 1995 a 2.000- Apresentadora do SBT Repórter, do rápido First Class (ao lado de José Simão, Augusto Nunes e convidado) e De Frente com Gabi. - 2.000 - Programa diário de entrevista na Rede TV! - Entrevistas ao vivo para Internet / Gabi.UOL (segundas e quintas). - CD com poesias de mulheres a ser lançado pela Som Livre. Em rápidas pinceladas, foram e são esses os principais momentos da Gabi na televisão. Para aprofundar, é preciso viajar em imagens e recordar palavras das entrevistas. Gabi nunca teve vergonha do que já fez. Não se arrepende de qualquer ato. Continua topando desafio. Esse é o maior legado para suas duas melhores criações, os filhos Christiano - que segue seus passos na TV - e Theodoro, que está preferindo os palcos do teatro. Gabi é mais ou menos isso. Se traduzida em números, poderia conferir mais de 10 mil entrevistas já realizadas. Traduzida em paixão, só posso dizer que é corinthiana de coração. E para finalizar, deixo trechos de uma poesia de cordel feita no começo dos anos 80 pelo cantador Téo Macedo. Como todo cordel, essa é uma biografia que não tem fim... Boa sorte, Gabi! Ninho F. Mora -------------------------------------------------------------------------------- MARÍLIA GABRIELA - ESTRELA DA TELEVISÃO Campinas tem encanto A encantadora cidade Onde nasceu Marília Gabriela Uma repórter de verdade A grande apresentadora Faz notícias com lealdade Seu pai trabalhava no D.E.R O grande homem de valor Era de classe média E foi logo para o interior Morando em Sertãozinho Esse ilustre senhor Na cidade Ribeirão Preto Com a família foi morar Marília, ainda não sonhava Que sua estrela ia brilhar Sendo contratada da Globo E todo Brasil admirar Brilhando sua inspiração Pelo ilustre Paulo Mansur Era o diretor atual Teve o olho clínico A loira cheia de vigor Marília se apresentou Dizendo quero trabalhar No susto ele marcou E nasceu uma repórter a brilhar O seu valor na televisão No Ultra - Notícia Com Roberto Corte Real Era a única mulher Da equipe genial Também tinha Tico - Tico Um repórter tradicional Marília Gabriela a repórter Na Globo é grande atração Entrevistando as pessoas Nessa querida nação Com seus cabelos dourados E seu talento na televisão No Fantástico Show da Vida Faz pesquisas inteligentes Faz contatos para as entrevistas Que na televisão é pra frente O seu coração é grande Com seu olhar sorridente A loira alta é talento Em pessoa e simpatia O seu sorriso é encanto Quando amanhece o dia No programa TV Mulher Todo Brasil tem alegria Boni o grande diretor Na Globo tem satisfação Também Roberto Marinho Do famoso sucessão Do programa TV Mulher Brilhando em toda nação Marília não perde chance Numa reportagem importante Entrevistando gente famosa O seu sucesso é constante Vai à procura da notícia E descobre a grande fonte A Marília Gabriela, a estrela Da grande televisão Aqui fica o abração Deus ilumine com a benção Téo Macedo, compositor e poeta popular da literatura de Cordel - 1981






Capa |  ARTES & ESPETÁCULOS  |  ASTROS & ESTRELAS  |  AUDIÊNCIA  |  CONTROLE REMOTO  |  CRÍTICA  |  ENTREVISTAS  |  EXPEDIENTE  |  FOFOCAS  |  NOTICIÁRIO  |  NOVELAS  |  PÁGINA DO LEITOR  |  PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA  |  PROGRAMACÃO DA TV  |  TELENOTÍCIAS
Busca em

  
38 Notícias